sábado, 18 de abril de 2009

ENZIMAS DIGESTIVAS

INTRODUÇÃO

Embora os alimentos que consumimos percorram o mesmo caminho dentro do tubo digestivo, a digestão de seus componentes (nutrientes) ocorre a partir de enzimas produzidas em diferentes órgãos e em diferentes momentos.
O processo da digestão humana tem sido modificado a partir da dieta que suas populações são expostas desde a era paleolítica. http://www.vivasaudavel.eu/gca/index.php?id=10. Aliás, a dieta humana pré-histórica é usada como ferramenta pela ciência no estudo sobre a distribuição recente de organismos utilizados como alimento hoje e em períodos remotos. http://www.ipaq.org.br/modules.php?name=News&file=article&sid=120.
Os diferentes tipos de nutrientes que obrigatoriamente devem existir em nossa alimentação diária http://www.klickeducacao.com.br/2006/conteudo/pagina/0,6313,IGP-1684-14646-,00.html são tratados durante o percurso destes no tubo digestivo em cada momento específico.
Por isso, o bom funcionamento e ação destas enzimas facilitam a absorção e utilização das propriedades nutritivas de cada tipo de alimento, sendo este funcionamento facilitado ou prejudicado por várias circunstâncias http://www.docelimao.com.br/site/index.php?option=com_content&view=article&id=66:a-boa-digestao-depende-das-enzimas&catid=10:alimentacao-crua-e-viva&Itemid=48.
Alguns alimentos não são digeridos pelas enzimas digestivas humanas, como as fibras http://www.drashirleydecampos.com.br/noticias/4322, no entanto, sua presença é muito importante no funcionamento da digestão http://www.revistamedicaanacosta.com.br/12(2)/artigo_3.htm, e responsáveis por questões fora do âmbito digestivo.
Nossa digestão também é responsável pela entrada de outros organismos em nosso próprio corpo, principalmente as bactérias, http://www.passeiweb.com/saiba_mais/voce_sabia/celulas_x_bacterias, no entanto, muitas delas são eficientes colaboradoras no processo digestivo, cedendo-nos alguns produtos importantes para nossa saúde http://www.plusvita.com.br/artigos_funcionamentoinstestinal.php.
O sistema digestório é formado por um longo tubo (tubo digestivo) e glândulas anexas.
O alimento passa no interior deste tubo formado por órgãos tais como: a boca, esôfago, estômago e intestino. Recebendo enzimas destes órgãos e de glândulas tais como: glândulas salivares, fígado e pâncreas http://www.afh.bio.br/digest/digest1.asp.

DIGESTÃO NA BOCA

A digestão tem seu inicio já na boca, além da quebra mecânica causada pela mastigação, a digestão enzimática ocorre pela ação da enzima AMILASE SALIVAR, produzida pelas glândulas salivares, age sobre o AMIDO, transformando-o em MALTOSE, MALTOTRIOSE e DEXTRINA. Nenhum outro tipo de nutriente é digerido enzimaticamente na boca, além dos polissacarídeos http://www.colegiosaofrancisco.com.br/alfa/carboidratos/polissacarideos-e-suas-fontes.php.

DIGESTÃO NO ESTÔMAGO

Os alimentos trabalhados rapidamente na boca são enviados ao estômago via esôfago http://medicosdeportugal.saude.sapo.pt/action/2/cnt_id/799/. O esôfago é apenas um caminho para o estômago, não sendo os alimentos tratados enzimaticamente neste local. No inicio do esôfago existe uma válvula que controla a entrada de ar para a traquéia e de alimentos para o esôfago – a epiglote http://pt.wikipedia.org/wiki/Epiglote.
Tendo em vista o pH ácido no ambiente estomacal, a AMILASE SALIVAR é inativada.
O estômago é o primeiro local onde as proteínas são “atacadas” bioquimicamente. Neste órgão é produzida a enzima denominada PEPSINA, http://objetoseducacionais2.mec.gov.br/bitstream/mec/6185/1/pepsina.swf que age sobre as moléculas de proteína quebrando-as em estruturas menores – os POLIPEPTÍDIOS http://pt.wikipedia.org/wiki/Polipept%C3%ADdeo.
O ambiente para este processo deve ser ácido, e para isso, o estômago também elimina ácido clorídrico para o interior da mucosa gástrica, diminuindo ainda mais o pH.

DIGESTÃO NO INTESTINO

A digestão enzimática tem seu último capítulo no interior do intestino http://www.todabiologia.com/anatomia/intestino.htm. Lá, enzimas produzidas no Pâncreas, Fígado e no próprio Intestino, terminam o processo enzimático e os nutrientes são preparados para serem absorvidos pelo corpo e nutrirem as células do corpo humano. http://www.infoescola.com/anatomia-humana/pancreas/ e http://www.virtual.epm.br/material/tis/curr-bio/trab2004/1ano/figado/anato.htm.

FÍGADO

O Fígado não produz enzimas digestivas, no entanto, produz a BILE cuja função é emulsionar as gorduras, o que facilita a ação de LIPASES (enzimas digestivas de Lipídios) produzidas no Pâncreas e Intestinos http://www.gastroalgarve.com/doencasdotd/vesicula/viasbiliares.htm.

PÂNCREAS

Além de diversas outras enzimas de funções diferentes das digestórias http://www.youtube.com/watch?v=l_ccSfdyBEo&feature=related , o Pâncreas produz várias outras com esta finalidade http://www.youtube.com/watch?v=dhJm9gQGinc.
Os alimentos gordurosos são trabalhados pela LIPASE PANCREÁTICA, transformando as GORDURAS em GLICEROL e ÁCIDOS GRAXOS http://www.afh.bio.br/digest/digest1.asp.
As PROTEÍNAS são digeridas até a formação de PEPTÍDIOS pela TRIPISINA e QUIMIOTRIPSINA.
Os POLISSACARÍDEOS, tais como o AMIDO, são degradados até a MALTOSE pela AMILOPEPSINA.
Os ACIDOS NUCLÊICOS, tais como o RNA e o DNA, são digeridos em RIBONUCLEOTÍDEOS pela RNASE e DNASE.

INTESTINOS

O suco intestinal ou entérico possui enzimas que digerem dois tipos básicos de nutrientes: os carboidratos e as proteínas.
A CARBOXIPEPTIDASE e AMINOPEPTIDASE transformam PEPTÍDIOS em AMINOÁCIDOS, assim como a DIPEPTIDASE reduz DIPEPTÍDIOS em AMINOÁCIDOS.
A MALTASE, SACARASE e LACTASE transformam respectivamente: MALTOSE, SACAROSE e LACTOSE em GLICOSE.
Outras e maiores informações você encontra nos links abaixo:

www.cristina.prof.ufsc.br/odonto/digestorio5_odonto2_pancreas_bile.ppt
http://www.scribd.com/doc/4034860/Biologia-PPT-Sistema-Digestivo-I

10 comentários:

  1. bom pra porraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

    ResponderExcluir
  2. "os intestinos" não, né? só o intestino delgado faz o término da digestão dos alimentos. o grosso só reabsorve a água usada no processo digestivo e produz as fezes.

    ResponderExcluir